domingo, 20 de setembro de 2009

TITULARES DA CPC-CE NA COMISSÃO ORGANIZADORA DA CONFERENCIA ESTADUAL DE COMUNICAÇÃO DO CEARÁ

Atendendo à solicitação da Coordenadoria de Comunicação Social do Governo do Estado do Ceará, a Comissão Pró-Conferência de Comunicação do Ceará (CPC-CE) informa as 6 (seis) entidades, com os (as) respectivos (as) titulares e suplentes, que vão integrar a Comissão Organizadora da Conferência Estadual de Comunicação do Ceará como representantes da sociedade civil não-empresarial.

1) Intervozes - Coletivo Brasil de Comunicação Social

Titular: Daniel Fonsêca Ximenes Ponte

Suplente: Helena Martins do Rêgo Barreto


2) Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Ceará (Sindjorce)

Titular: Cristiane Guilherme Bonfim

Suplente: Déborah Christina Marques Ferreira Lima


3) Central Única dos Trabalhadores (CUT)

Titular: Geraldo Alves de Sales

Suplente: José Airton Lucena Filho


4) Catavento Comunicação e Educação

Titular: Edgard Patrício de Almeida Filho

Suplente: Amanda Nogueira de Oliveira


5) Executiva Nacional dos Estudantes de Comunicação Social (Enecos)

Titular: Raquel Dantas Pinheiro

Suplente: Livino Virginio Pinheiro Neto


6) Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço)

Titular: Sérgio Luis Lira Ximenes

Suplente: Ismar Capistrano Costa Filho

DECRETO ESTADUAL 1ª CONFERÊNCIA DE COMUNICAÇÃO DO CEARÁ

DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DO CEARÁ - 11 DE SETEMBRO DE 2009

http://imagens.seplag.ce.gov.br/pdf/20090911/do20090911p01.pdf


PODER EXECUTIVO

DECRETO Nº 29.891, de 10 de setembro de 2009.

CONVOCA A I CONFERÊNCIA ESTADUAL DE COMUNICAÇÃO – CONECOM E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

O GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ, no uso das atribuições previstas no Art.88, incisos IV e VI da Constituição Estadual, e CONSIDERANDO a necessidade de dispor sobre a I Conferência Estadual de Comunicação – CONECOM, nos moldes previstos pela I Conferência Nacional de Comunicação - I CONFECOM, DECRETA:

Art.1º Fica convocada a I Conferência Estadual de Comunicação – CONECOM, a se realizar na segunda quinzena do mês de outubro de 2009, em Fortaleza, após concluídas as etapas municipais, ou, na sua ausência, as etapas regionais, sob a coordenação da Secretaria da Casa Civil, que desenvolverá os seus trabalhos com o tema: “Comunicação: meios para a construção de direitos e de cidadania na era digital”.

Art.2º A I Conferência Estadual de Comunicação – CONECOM será presidida pelo Secretário-Chefe da Casa Civil, ou por quem este indicar, e terá a participação de delegados representantes da sociedade civil, eleitos em conferências municipais ou regionais, e de delegados representantes do poder público.

Parágrafo único. O Secretário-Chefe da Casa Civil contará com a colaboração direta dos Secretários de Estado, na coordenação dos trabalhos para a realização da Conferência.

Art.3º O Secretário-Chefe da Casa Civil constituirá, mediante portaria, Grupo de Trabalho de Políticas Públicas de Comunicação Social – GT Comunicação, cuja composição será definida por Portaria, com vistas a coordenar, supervisionar e promover a realização da I Conferência Estadual de Comunicação - CONECOM, atendendo aos aspectos técnicos, políticos e administrativos previstos no Regimento Interno da I Conferência Nacional de Comunicação - I CONFECOM.

Art.4º As despesas com a realização da I Conferência Estadual de Comunicação – CONECOM correrão por conta dos recursos orçamentários da Secretaria da Casa Civil.

Art.5º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Art.6º Revogam-se as disposições em contrário.

PALÁCIO IRACEMA, DO GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ, em Fortaleza, aos 10 de setembro de 2009.

Cid Ferreira Gomes

GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ

Arialdo de Mello Pinho

SECRETÁRIO DE ESTADO CHEFE DA CASA CIVIL

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Videoconferência discute falta do Regimento Interno

Aconteceu, dia 24 de julho, a Videoconferência entre as Comissões estaduais mediada pela Comissão Nacional Pró-Conferência (CNPC) . Entre os estados participantes estiveram : Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. Eles falaram sobre o andamento das atividades locais e as perspectivas acerca da organização nacional. Entre as informações trocadas, a principal colocação foi sobre o atraso na conclusão do regimento interno. O não-fechamento do regimento tem sido um dos elementos de impasses nos estados para a realização das Conferências locais.

A próxima reunião da Comissão Organizadora foi adiada

Cancelamento da reunião do dia 28/07 adia, mais uma vez, as definições sobre o regimento interno da 1a Conferência Nacional de Comunicação.

Pela segunda vez em menos de um mês, o governo federal cancela a reunião que definiria o regimento interno da I Conferência Nacional de Comunicação (Confecom). Até o momento, os motivos para mais um cancelamento não foram revelados pela assessoria do Ministério das Comunicações que apenas informou não haver data prevista para uma próxima reunião. A reunião aconteceria amanhã, dia 28/07.

Previsto para ser publicado no início de julho, um mês após a constituição da Comissão Organizadora, o regimento interno da I Confecom segue sem definição. Nas reuniões anteriores, alguns impasses foram gerados quando o setor empresarial impôs premissas para sua participação. Após diversas discussões sem avanços foi agendada uma reunião “definitiva” para o dia 09 de julho. A reunião foi cancelada sob a justificativa de que os ministros Hélio Costa, Franklin Martins e Luiz Dulci queriam entender quais eram os entraves dos debates. O encontro foi então remarcado para o dia 22 de julho, porém o não comparecimento de todo o setor empresarial fez com que novamente não se fechasse o regimento.

No país inteiro é aguardada a publicação do regimento interno para convocação das etapas estaduais. Piauí, Paraná e Alagoas já publicaram decreto.


Fonte: http://proconferencia.org.br

sábado, 25 de julho de 2009

RUMO A CONFERÊNCIA NACIONAL DE COMUNICAÇÃO

Seminário de Formação para a

I Conferência Municipal de Comunicação de Fortaleza

31 de julho, 01 e 02 de agosto, no Auditório do IMPARH (Av. João Pessoa, 5609 - Dama)

Construindo políticas públicas para a comunicação

A Prefeitura de Fortaleza acredita que o principal legado que essa gestão pode deixar pra nossa gente são ações que, independente do governante, marquem e determinem mudanças profundas na vida de cada cidadão. A formação política e técnica na comunicação é um desses casos. Por isso, nosso desejo e empenho para que a Conferência Municipal de Comunicação consiga avançar em temas polêmicos, como a concentração da mídia, a participação popular nas tvs públicas e as concessões das rádios comunitárias.

Estes temas podem e devem ser debatidos continuamente. Por isso, a importância do Seminário de Formação para a Conferência Municipal de Comunicação. O objetivo é avançar na qualidade técnica e conceitual, para melhor contribuirmos com o fortalecimento da Comissão Estadual Pró-Conferência de Comunicação – grupo do qual também faz parte a Coordenadoria de Comunicação Popular e Alternativa da Prefeitura de Fortaleza.

Juntos podemos traçar novos rumos para a comunicação em Fortaleza, no Ceará e seguirmos rumo à Conferência Nacional de Comunicação, marcada para dezembro, em Brasília.


Programação

Sexta, 31 de julho

19h - Princípios de uma Comunicação Democrática: Comunicação que temos, comunicação que queremos.

Joana D’arc Dutra – Coordenadoria de Comunicação popular e Alternativa da Prefeitura de Fortaleza.

Venício Artur de Lima – Professor Doutor em Ciência Política e Comunicação da Universidade de Brasília (UNB)

Marcelo Matos - Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - Ce

Sábado, 1º de agosto

9h – Debate: Legislação em Comunicação (Lei Geral das Comunicações) / Licença e Outorga de Concessões / Sistemas público, privado e estatal / Telecomunicações / Propriedade, Concentração, Regulação de Mercado.

Cristiane Bonfim - Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação – FNDC.

Jonas Valente - Coletivo Intervozes e Comissão Organizadora Nacional

Venício Artur de Lima – Professor Doutor em Ciência Política e Comunicação da Universidade de Brasília (UNB)

12h – Almoço

14h – Debate: Mecanismos de Participação e Controle Social / Órgãos reguladores.

Sérgio Lira – Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária – Abraço/Ce

Everardo de Souza Leite - Gerente Regional da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Domingo, 02 de agosto

9h – Debate: Digitalização e Convergência / Internet e novas mídias / Cultura digital.

Mauro Oliveira - Ex-secretário do Ministério das Comunicações.

Fernando Carvalho - (Departamento de Computação da UFC).

Uirá Porá – Articulador da Ação Cultura Digital do Ministério da Cultura.

12h – Almoço

14h – GT - Construindo uma Proposta de Temário para as Conferências (estadual, regionais e municipais).

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Desregulamentação e Luta

Pois é. Nunca quis ser jornalista, mas estou sempre no meio. O jornalismo tem tudo a ver com o desenvolvimento humano. Quando pesquisamos e registramos fatos e histórias do cotidiano fazem-nos ver como divulgar uma ação ou necessidade e poder ajudar a resolver problemas ou mobilizar para a ação. Mas que jornalismo eu falo? Com certeza não é a da grande mídia. A desregulamentaçã o das profissões faz parte do processo de desregulamentaçã o do trabalho, imposta pelo tal modelo neoliberal como saída a crise do sistema capitalista. Desde os acordos para redução de salários e direitos dos trabalhadores para garantir o emprego até a criação de impostos sobre riquezas. Imaginem ai? Taxam os ricos causadores da pobreza e depois reenviam porcentagens ridículas aos pobres em forma de projetos sociais. Não há ida sem volta. Toda conquista pode ser perdida se não cuidarmos. Os ganhos nunca estão garantidos. Que nos sirva de lição a nossa desmobilização. Mas que o debate prossiga. Vejo até uma ótima oportunidade para resolver um problema grave de outra profissão. A de radialista. Até hoje o radialista só é considerado profissional se tiver a carteirinha do sindicato. Esses sindicatos que fazem curso de fim de semana e que obrigam ao candidato radialista a pagar horário em rádio comercial pra poder receber sua carteira profissional. Um tremendo acordo entre sindicato de trabalhadores e donos de rádios. Não dá pra ser feliz. O que é ser profissional? Quem sabe fazer ou quem tem diploma? Eles se completam e não adianta nada os dois se não houver independência política. Quebrar esta estrutura arcaica e mafiosa de nossa comunicação é sempre a tarefa que temos. Unificar a luta pra democratizar a comunicação. Que um critério qualitativo puxe o nosso debate.

Sérgio Lira

Comunicador Popular

sexta-feira, 1 de maio de 2009

SOBRE MENSAGENS SUBLIMINARES NA MÍDIA

Fiat do Mal

Neste final de semana, pesquisando pela internet, descobri a propaganda do novo FIAT Blackmotion.

http://www.youtube.com/watch?v=2nkyYKH9pts

O texto traz mensagens subliminares que não podemos deixar passar.

O texto diz: “fiat blackmotion...para poucos e maus”

A peça publicitária passa uma sensação de que a FIAT legitima e apóia aqueles que são maus e produzem malefícios à sociedade. Se ela produz um carro feito para os maus, significa dizer que valoriza os atos dos maus e quer fortalecer suas identidades com um carro feito para eles. Os maus, que justamente são inseguros e precisam resolver uma carência psicológica, procuram ser violentos como forma de afirmação, provação, reconhecimento e medo de continuarem sendo tratados como lixo, superfluos descartáveis da nossa sociedade.

Para o nosso cotidiano de trabalhadores, sonhadores e frustados com a desigualdade imposta por esta sociedade de consumo, fica a sensação de despreso pela nossa honestidade e bondade.

LINKS RELACIONADOS

ONGs, MOVIMENTOS E ASSOCIAÇÕES LIGADAS AO CAMPO DA COMUNICAÇÃO

ABRAÇO NACIONAL - Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária
http://www.abraconacional.org

Intervozes - Coletivo Brasil de Comunicação Social
http://www.intervozes.org.br
FNDC - Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação

http://www.fndc.org.br
Enecos - Executiva Nacional dos Estudantes de Comunicação Social
http://www.enecos.org.br
Fenaj - Federação Nacional dos Jornalistas
http://www.fenaj.org.br
Indecs - Instituto de Estudos e Projetos em Comunicação e Cultura
http://www.indecs.org.br
ABCCOM- Associação Brasileira de Canais Comunitários
http://www.abccom.com.br/index.htm
CRIS-Brasil - Articulação Nacional pelo Direito à Comunicação
http://www.crisbrasil.org.br/apc-aa/cris/index.shtml
Projeto Cala-boca já morreu
http://www.cala-bocajamorreu.org
Centro de Mídia Independente
http://brasil.indymedia.org/
Comunicação, Cultura e Política
http://www.comcult.blogger.com.br/
Campanha Ética na TV - Quem Financia a Baixaria é Contra a Cidadania
http://www.eticanatv.org.br


ONGs E MOVIMENTOS

ABONG - Associação Brasileira de ONGs

http://www.abong.org.br
Centro de Cultura Luis Freire
http://www.cclf.org.br
Fórum Nacional de Participação Popular
http://www.participacaopopular.org.br


OBSERVATÓRIOS


Observatório da Imprensa
http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/
Observatório da Comunicação - OBERCOM (Portugal)
http://www.obercom.pt/
Monitor de Mídia
http://www.univali.br/monitor
Rede Nacional de Observatórios da Imprensa
http://renoi.blogspot.com
Portal de la Comunicación (Espanha)
http://www.portalcomunicacion.com/
Rede de Informação Tecnológica Latino-Americana (Ritla)
http://www.ritla.net
Observatório do Direito à Comunicação
http://www.direitoacomunicacao.org.br/


IMPRENSA ESPECIALIZADA

TelaViva News
http://www.telaviva.com.br
Cultura e Mercado
http://www.culturaemercado.com.br
ComCiência
http://www.comciencia.br/comciencia/
Telesíntese
http://www.telesintese.com.br
Agência Carta Maior
http://www.cartamaior.com.br
Teletime
http://www.teletime.com.br
Observatório da Imprensa
http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/
Informativo Sete Pontos
http://www.comunicacao.pro.br/setepontos/


ACADEMIA

Associação Brasileira dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação (COMPÓS)
http://www.compos.org.br/
GT Comunicação e Política da COMPÓS
http://www.unb.br/fac/comunicacaoepolitica/index.html
Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (ANPOCS)
http://www.anpocs.org.br/
Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM)
http://www.intercom.org.br/
Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP)
http://www.cienciapolitica.org.br/
GT de Estudos Sobre Jornalismo da COMPÓS
http://www.facom.ufba.br/Pos/gtjornalismo
GT Tecnologias Informacionais de Comunicação e Sociedade da COMPÓS
http://www.facom.ufba.br/ciberpesquisa/tics/
GT de Mídia e Recepção da COMPÓS
http://www.facom.ufba.br/pos/midiaerecepcao

REVISTAS ACADÊMICAS

Political Communication
http://www.tandf.co.uk/journals/tf/10584609.html
Press/Politics
http://www.ksg.harvard.edu/presspol/Research_Publications/HIJPP.shtml
Comunicação & Política
http://www.cebela.org.br/
Opinião Pública
http://www.unicamp.br/cesop/revista.htm
Contemporanea
http://www.contemporanea.poscom.ufba.br/
E-compos
http://www.compos.org.br/e-compos/
Intercom
http://www.intercom.org.br/revista/capa.shtml


NÚCLEOS DE ESTUDO

Núcleo de Estudos Sobre Mídia e Política (NEMP) da UnB
http://www.unb.br/ceam/nemp/index.htm
Critica da midia (NEMP): Midia&Politica
http://www.midiaepolitica.unb.br/
Laboratório de Pesquisas em Comunicação Política e Opinião Pública (Doxa) do IUPERJ
http://doxa.iuperj.br/
Núcleo de Estudos em Arte, Mídia e Política (NEAMP) da PUC/SP
http://www.pucsp.br/neamp/
NCE USP - Núcleo de Comunicação e Educação da Universidade de São Paulo
www.usp.br/nce/
Midia & Política
www.midiaepolitica.unb.br
Economia Política das Tecnologias da Informação e Comunicação
http://www.eptic.com.br/
Political Communication Lab - Stanford University (Estados Unidos)
http://pcl.stanford.edu/
The Annenberg Public Policy Center - The University of Pennsylvania (Estados Unidos)http://www.annenbergpublicpolicycenter.org/
Political Communication Center - University of Oklahoma (Estados Unidos)
http://www.ou.edu/pccenter
The Joan Shorenstein Center on the Press, Politics and Public Policy - Harvard University (Estados Unidos)
http://ksgwww.harvard.edu/shorenstein/
Center for Communication and Civic Engagement - University of Washington (Estados Unidos)
http://depts.washington.edu/ccce
Working Group Political Communication and Mobilization (Alemanha)
http://www.wz-berlin.de/zkd/poem/default.en.htm

ACADEMIA - INTERNACIONAL

International Association for Media and Communication Research (IAMCR)
http://www.humfak.auc.dk/iamcr/
International Communication Association (ICA)
http://www.icahdq.org/
Asociación Latinoamericana de Investigadores de la Comunicación (ALAIC)
http://www.eca.usp.br/alaic/
American Political Science Association (APSA)
http://www.apsanet.org/
International Political Science Association (IPSA)
http://www.ipsa.ca/
Latin American Studies Association (LASA)
http://lasa.international.pitt.edu/


ÓRGAÕS PÚBLICOS BRASILEIROS

Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados
http://www2.camara.gov.br/internet/comissoes/cctci
Comissão de Educação do Senado Federal
http://www.senado.gov.br/sf/atividade/Comissoes/consComPerm.asp?com=47
Secretaria de Direito Econômico do Ministério da Justiça
http://www.mj.gov.br/SDE/default.htm
Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda
http://www.fazenda.gov.br/seae
Conselho Administrativo de Defesa Econômica
http://www.cade.gov.br
Departamento de Classificação Indicativa do Ministério da Justiça
http://www.mj.gov.br/classificacao
Ministério da Educação
http://www.mec.gov.br
Ministério da Cultura
http://www.cultura.gov.br
Ministério das Comunicações
http://www.mc.gov.br
Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL
http://www.anatel.gov.br
Conselho de Comunicação Social
http://www.senado.gov.br/ccs


BIBLIOGRAFIAS

Banco de Textos do GT Comunicação e Política da COMPOS
http://www.unb.br/fac/comunicacaoepolitica/textos.html
Bibliografia Temática do DOXA/IUPERJ
http://doxa.iuperj.br/bibliografia.htm
Revisão dos Estudos Sobre Mídia e Política no Brasil (Texto de Albino Rubim e Fernando Azevedo)
http://bocc.ubi.pt/pag/rubim-albino-midia-politica-brasil.html
Biblioteca Virtual do Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais (CLACSO)
http://www.clacso.org/wwwclacso/espanol/html/biblioteca/sala/sala.html
Biblioteca Virtual de Estudos Culturais (Prossiga/PACC-UFRJ)
http://www.prossiga.br/estudosculturais/pacc/
The Media and Communication Studies Site (Bibliografias e links, organizados por temas)
http://www.aber.ac.uk/media/Functions/mcs.html
Articles and Papers on Mass Media and Journalism (Lista organizada por Sarah Zupko)
http://www.popcultures.com/articles/media.htm
Television and News Coverage (Bibliografia organizada por Allan Lounden)
http://www.wfu.edu/~louden/Political%20Communication/Bibs/MEDIA.html
Laboratório de Comunicação On-Line - LABCOM
http://www.labcom.ubi.pt/


IMPRENSA ALTERNATIVA

Ciranda
http://www.ciranda.net
Revista Caros Amigos
http://www.carosamigos.com.br
Adital
http://www.adital.org.br
Agência Bolivariana de Notícias

http://www.abn.info.ve

Agência Carta Maior

http://www.agenciacartamaior.com.br/
Agência Chasque
http://www.agenciachasque.com.br

Agência Notícias do Planalto

http://www.noticiasdoplanalto.net/
Caros Amigos
http://www.carosamigos.com.br/

Centro de Mídia Independente
http://www.midiaindependente.org/
Clip Pirata
http://www.clippirata.com.br/
Correio da Cidadania

http://www.correiocidadania.com.br/
Diário Vermelho
http://www.vermelho.org.br/
Gramna

http://www.granma.cu/portugues/index.html
Jornal Brasil de Fato

http://www.brasildefato.com.br/
Le Monde Diplomatique Brasil
http://www.diplo.com.br/

Minga Informativa dos Movimentos Sociais
http://www.movimientos.org.br/
Rádio Mundo Real
http://www.radiomundoreal.fm/
Repórter Social
http://www.reportersocial.com.br/
Revista Retrato do Brasil
http://www.oficinainforma.com.br/

Revista Fórum
http://www.revistaforum.com.br


OUTROS

Portal Sarcástico - Grupo Expressão Sarcástica (SC)
http://www.sarcastico.com.br

quarta-feira, 22 de abril de 2009

1ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE COMUNICAÇÃO

DECRETO DE 16 DE ABRIL DE 2009

Convoca a 1a Conferência Nacional de Comunicação
- CONFECOM e dá outras providências.


O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição
que lhe confere o art. 84, inciso VI, alínea "a", da Constituição,

D E C R E T A:
Art. 1o Fica convocada a 1a Conferência Nacional de Comunicação
- CONFECOM, a se realizar de 1o a 3 dezembro de 2009,
em Brasília, após concluídas as etapas regionais, sob a coordenação
do Ministério das Comunicações, que desenvolverá os seus trabalhos
com o tema: "Comunicação: meios para a construção de direitos e de
cidadania na era digital".

Art. 2o A 1a CONFECOM será presidida pelo Ministro de
Estado das Comunicações, ou por quem este indicar, e terá a participação
de delegados representantes da sociedade civil, eleitos em
conferências estaduais e distrital, e de delegados representantes do
poder público.

Parágrafo único. O Ministro de Estado das Comunicações
contará com a colaboração direta dos Ministros de Estado Chefes da
Secretaria-Geral e da Secretaria de Comunicação Social da Presidência
da República, na coordenação dos trabalhos para a realização
da Conferência.

Art. 3o O Ministro de Estado das Comunicações constituirá,
mediante portaria, comissão organizadora com vistas à elaboração do
regimento interno da 1a CONFECOM, composta por representantes
da sociedade e do poder público.

Parágrafo único. O regimento interno de que trata o caput
disporá sobre a organização e o funcionamento da 1a CONFECOM
nas suas etapas municipal, estadual, distrital e nacional, inclusive
sobre o processo democrático de escolha de seus delegados, e será
editado mediante portaria do Ministro de Estado das Comunicações.

Art. 4o As despesas com a realização da 1a CONFECOM
correrão por conta dos recursos orçamentários do Ministério das Comunicações.
Art. 5o Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.
Brasília, 16 de abril de 2009; 188o da Independência e 121o
da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA

Hélio Costa

quarta-feira, 8 de abril de 2009

quinta-feira, 26 de março de 2009

SEMINÁRIO DE FORMAÇÃO DO CPC-CE

Como parte da preparação para a 1ª Conferência Nacional de Comunicação, após a Audiência Pública na Assembléia Legislativa do Ceará no dia 03 de abril, a Comissão Estadual Pró-Conferência realizou um seminário de formação no dia 04 no auditório da Fetraece, para fortalecer a mobilização e as ações no Estado de Ceará.



Programação do Seminário:


Manhã: Apresentação/Acolhida. Debate (no máximo 1h e 30 minutos) com Celso Schroder - FNDC (resgate histórico da luta pela democratização de comunicação do País, importância da conferência nacional de comunicação, reflexão sobre eixos estratégicos); Carolina Ribeiro – Intervozes (articulação nacional pela conferência, comissão nacional, estratégias de mobilização e organização dos movimentos nas comissões locais); Rosane Pertotti - Secretária nacional de comunicação da CUT (transversalidade da luta pela democratização da comunicação, importância de agregar a diversidade dos movimentos sociais); Auto Filho - Secretário de Cultura do Governo do Ceará (reflexão sobre as ferramentas de participação popular e compromisso do Governo do Estado na realização das conferências regionais)
e Marcelo Inácio (apresentação da CPC-CE, resgate histórico da luta pela democratização da comunicação no Estado). As falas terão o objetivo de nivelar as informações sobre a Conferência, mas também de pontuar estratégias de mobilização, organização e eixos prioritários. Após o debate, as discussões devem seguir nos quatro grupos temáticos definidos (Direito Humano e Cidadania / Legislação / Mobilização e Organização / Comunicação Popular). O primeiro momento nos grupos será de leitura da metodologia e dos textos de apoio.


Tarde: Discussões nos grupos, formulação das propostas. Encerramento com apresentação dos relatórios dos grupos.


CPC-CE - http://cpc-ce.ning.com/

Comissão Estadual Pró-Conferência de Comunicação


CFP - Importância da Conferência Nacional de Comunicação

http://www.youtube.com/watch?v=Vl4qj0KRB1g video

quarta-feira, 25 de março de 2009

A FÓRMULA DO JORNALISMO

Rudyard Kipling foi um escritor inglês, que viveu no século XX, e que definiu pela primeira vez algumas características da escrita jornalística. Você vai perceber que a linguagem jornalística se parece com a linguagem radiofônica.


O texto jornalístico deve ter:

> Objetividade – ir direto ao ponto, sem rodeios;

> Concisão – dizer aquilo como é sem palavras redundantes ou idéias repetitivas. É o famoso texto enxuto.

> Clareza – expor as idéias de forma simples e ordenada.


Ainda segundo a regra de Kipling, quando você for apurar a informação, é preciso responder a seis perguntas. Feito isso, você terá a notícia nas mãos:

1) O QUE? – Qual é o fato que se pretende divulgar?

2) QUEM? – Quem está envolvido com ele: pessoas, entidades etc.

3) QUANDO? – Em que espaço de tempo este fato acontecerá, acontece ou aconteceu?

4) ONDE? – Em que lugar?

5) COMO? – Em que circunstâncias o fato aconteceu?

6) POR QUÊ? – Qual é a causa, o que está por trás disso?


Um dos maiores problemas de ética no jornalismo acontece no momento da apuração. Responda às seis perguntas, mas não se esqueça de que qualquer história tem pelo menos duas versões. Procure ouvir várias fontes (origem da informação) e não apenas a “oficial”. A opinião de “populares” certamente enriquecerá seu texto, além de tornar sua comunicação muito mais democrática.


FONTE: CEMINA – Comunicação, Educação e Informação em Gênero

PEGANDO A ONDA DO RÁDIO – Rio de Janeiro; Cemina. 1999.


A INFORMAÇÃO NO RÁDIO

Por ser instantâneo, simultâneo e rápido, o rádio ainda é o melhor e mais eficaz meio para transmitir fatos. Além disso, a possibilidade do retorno imediato das mensagens enviadas – faz do rádio o veículo nº. 1 em informação. Nas aulas de jornalismo há uma brincadeira que diz: quando um cachorro morde um homem, isso não é notícia. Mas quando um homem morde um cachorro, isso é notícia. Essa brincadeira não revela o que é notícia, Mas sim o que busca a mídia: o inusitado, o fantástico e o superficial. Esta é, pelo menos, a marca de grande parte da imprensa brasileira, que infelizmente corre atrás de grandes escândalos enquanto dados importantes para a vida do país, como a situação da saúde ou a poluição ambiental conseguem notas de rodapé dos grandes jornais e com interpretações duvidosas. A notícia depende do contexto. Isto é: se você pretende divulgar um curso profissionalizante que vai acontecer para a sua comunidade, e o seu veículo permite isso, isto é notícia. Nestas ocasiões, vale fazer a pergunta: o quanto esta informação é importante para quem está me ouvindo? É você quem tem que definir isso. Já sentiu a responsabilidade?

terça-feira, 24 de março de 2009

1ª Conferência Nacional de Comunicação será em Dezembro de 2009

A data foi marcada na reunião do dia 3 de fevereiro, no Palácio do Planalto, entre a comissão pró-conferência com representantes do Gabinete Civil, Secretaria de Comunicação Social, Chefe de Gabinete e Secretaria Geral da Presidência da República e Ministério das Comunicações.

A conferência foi anunciada pelo presidente Lula no Fórum Social Mundial e também pelos ministros Luiz Dulci e Dilma Rousef. A conferência abordará todos os temas do setor, entre os quais, telecomunicações, banda larga, inclusão digital, radiodifusão pública e comercial, modelo digital, rádios e TVs comunitárias durante as etapas municipais, regionais, estaduais até a nacional, em dezembro, em Brasília. O comitê organizador será tripartite e contará com a presença de instituições da sociedade, governo e empresários.

Participaram da reunião as seguintes pessoas: Paulo Miranda (Sindicato dos Jornalistas, TV Comunitária do DF e ABCCOM - Associação Brasileira de Canais Comunitários), deputada Luiza Erundina, Chico Pereira (Fittert), Fernando Paulino (Lapcom/UnB) , Roseli Bertoti (CUT nacional), Roseli Goffman (Conselho Federal de Psicologia), Carol (Intervozes) , Gilson Cardoso (Movimento Nacional de Direitos Humanos), Jacira Silva (MNU), Sóter (ABRAÇO), Caio (Enecos), Leonardo Vieira (CUT nacional) e Márcio Araújo (Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal), bem como assessores dos deputados Walter Pinheiro e Luiza Erundina e da Comissão de Comunicação da Câmara Federal.

Fonte: Sindicato dos Jornalistas DF